Universo It

julho 5, 2009

Alessandra Garattoni

Quer conhecer um IT-veículo de informação? Visite o It-girls, da Alessandra Garattoni. Com mais de 300.000 acessos/mês, o site divulga, diariamente, as melhores dicas da web.  

Inspirada no trabalho da jornalista americana Plum Sykes, a Ale resolveu trazer essa idéia para o Brasil por meio de um site cujo tema principal seria apresentar e comentar o dia-a-dia de garotas que são puro estilo, referência e inspiração fashion entre as amigas.  

Educada, gentil e meiga, a Ale é uma blogger super querida: responde e-mails, comments, tira dúvidas e, a cada dia, torna-se responsável por disseminar ainda mais o conceito das it-girls em solo brasileiro.

O site é leve, descontraído e cheio de informações preciosas para deixar nosso universo um pouco mais It.  O que eu mais gosto no It-girls?

O texto autoral único de Ale Garattoni, perfeitamente reconhecível seja nos post diários do It-girls ou nas matérias que ela escreve mensalmente para a VOGUE.  E, ainda, CLARO, as dicas que nos fazem revisitar nosso pequeno closet e que nos colocam dentro das tendências mais bacanas da temporada!

Quer conhecer um pouquinho do universo da Ale? Ela escolheu seus essenciais para o Just me! Voilá! 

1. Mesmo que adore e considere lindíssimas It bags como Prada e Miu Miu, ela investe em bolsas clássicas: Louis Vuitton, Goyard e CHANEL porque são eternas e duram bem mais que uma ou duas temporadas. 

2. Seus vícios? Big Mac, COCA normal, livros e revistas de moda, muito embora nem sempre consiga ler tudo aquilo que compra. 

3. A peça indispensável considerada “uniforme” é, sem dúvida, o jeans! Para dias sem inspiração, a dupla jeans e camisa branca salvam seu look! 

4. Os contatos ficam armazenados em seu Blackberry utilizado também para acessar e-mails e a agendinha da Leeloo tem as anotações e obrigações diárias da nossa It-girl favorita!  

5. Genifique, Lâncome porque, na opinião da Ale, o creme SIM, deixa sua pele mais bonita. 

 

Slide1

Slide1

Ícone de elegância e estilo, voguette, mãe, novelista e ultra-fashion, Plum Sykes escolheu seus essenciais em reportagem para a Vogue. O que eu mais gostei?  Ela faz compras na Antrophologie, just like me! 

 

Slide1

Weekend literário!

junho 14, 2009

Sim, sim, estamos em momento absurdamente literário por aqui! Adoro livros … sou mega-fanática por leitura desde garota mesmo, daí porque considero que estou na profissão certa! Eu não leio … eu devoro livros tamanha a minha paixão por eles! 

Se eu já adorei a versão americana de “The debutant Divorceé” da voguette Plum Sykes, autora de Bergdorf Blondes, acabei de comprar, via web, a versão em português – lançamento no Brasil! Para quem ainda não leu,  o livro é “literatura” ótima para um fim de semana tranquilo! Sylvia se perde no meio de tamanha confusão quando percebe que a vida é e pode ser muito mais que um casamento! Compre Já! 

13869127

 

Em português!

Em português!

Book Session

abril 3, 2009

 

Just like moi

Just like moi

Uma graça de livro. Literatura suave para o fim-de-semana. Plum Sykes escreve sobre o universo das it-girls tendo como cenário a cidade de  New York e os mais badalados estilistas da atualidade ( MARC! meu muso está lá). 

Eu levei o livro de presente em uma daqueles amigos ocultos de Natal e a Valéria acabou levando-o para casa. Como estava imersa nos livros de Mestrado, andava sem tempo para ler. Recentemente, pedi que ela me emprestasse.

Amei! É bem divertido muito embora eu o tenha achado meio exagerado. Ainda acredito que it-girls de verdade precisam trabalhar e se orgulham disso. Moi, por exemplo, cuida muito bem da sua carreira, característica imprescindível para as mulheres inteligentes de hoje em dia. Meu pai, apesar de mimar-me muittttooo, sempre me ensinou que um bom marido é um excelente trabalho. De qualquer forma, se a intenção é sorrir e divertir-se com um livro que não necessariamente requer desgaste excessivo de neurônios,  é uma maravilhosa opção. 

Para mim, valeu a pena !! Besides, aqueles que o lerem vão entender o que é a expressão: MP! Detalhe, depois dessa leitura, fiquei curriiosssísssima para viajar em um jatinho particular, parece que é algo assim extraordináaaario.