Ah, o amor …

julho 1, 2009

0,,21125542,00

No dia em que eu encontrar um homem que me olhe e me trate como Brad olha e trata Angelina e Cadore olha e trata D. Cidinha … caso AGAIN! Ultra-super-mega-hiper-power-plus romântico! Olha que sou difícil e tals, admito, mas o Cadore, ontem, me levava ao altar! Ele estava muito cute ! Mega fofo!  

O que foi aquele casamento em Caminho das Índias ontem? Pessoas que se amavam há anos mesmo que não estivessem juntas e que depois de anos e de uma vida inteira … se reencontraram  e resolveram, enfim, viver sua história de amor … 50 anos de amor! Vale a pena ver de novo “Seu Cadore se derramando pela Dona Cidinha”, aliás, vale a pena ver mil vezes! Eu já assisti quatro e não me canso! 

Ok, meninas, sei que vocês me acham muito romântica e sou mesmo, vivo em um universo paralelo, mais especificamente chamado topos uranos platônico!  Nem vou discutir isso porque não poderia … e olha que adoro discussão! 

Entretanto, mesmo eu sendo muito romântica, consigo admitir que Cadore ou Brad têm problemas e A-I-N-D-A continuo achando-os o máximo!  O que isso significa?

Que muito embora eu seja romântica não acredito mais em príncipes e muito menos, em homens perfeitos! Acredito que existe um padrão de normalidade que tem que estar dentro daquilo que eu espero e das minhas exigências: Brad e Cadore estão! 

Como bem explica a fantástica Dira Paes na Homem VOGUE, leia-se Norminha: “Foi-se o tempo em que eu acreditava em perfeição. As imperfeições são bem-vindas, porque o perfeito, às vezes, é monótono!” Adoro mulher inteligente !

Anúncios